Das letras -e - bola

"Ora, a sorte! A Copa  do Mundo de 82 acabou para nós,
 mas o mundo não acabou. 
Nem o Brasil, com suas dores e bens. 
E há um lindo sol lá fora, o sol de nós todos."
Drummond








   A literatura  é tecida com os fios da vida.  E o que mais representa a vida do que um jogo de futebol?
Enfrentamentos.   Pancadas.   Coletividade.  Disputa. Rivalidade.  Tempo que urge. Tempo que demora a passar.   Erros e  acertos.   azar . sorte.   Paixão.   
E não é que é imprevisível como  a tal vida? Vida que é também regada à fortes emoções  que  geralmente  fazem o coração apertadinho... Que outras vezes, alargam o sorriso de contentamento e euforia!
Futebol, assim como  a Literatura  ensina -nos a passar pelas intempéries dos dias , nos põe humanos diante do prazer que é ganhar - um jogo, um amor ou nós mesmos.  Ensina também a perder - é o lembrete que firma os pés no chão,  alerta ao ouvido ' olha, você é feito de carne, osso, coração'. perder ensina a sabedoria da humildade, alarga a maturidade  e a imensidão de saber-se abaixo do céu.  Escrevo isso agora e penso   no primeiro por-do-sol que vi em  Salvador -Bahia.   Estava lá, tão pequena, nada de deuses e semideuses, era apenas eu e tanto céu, tanto mar, navios que mais pareciam saltar de uma tela do  Monet sumindo horizonte afora. Eu e a imensidão.

"Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada."

Não somos nada! Há tanto mundo , tanta estrada, tanta vida.  Tantas perdas e derrotas . Tão minhas quanto  da seleção ou de qualquer outro que acorda , se munindo de coragem para enfrentar o convite do tempo que  voa, cruel.  
Por que elevar o espisódio de ontem à cirscuntâncias dantescas?  

 Ainda bem que  a Literatura com seus fios mágicos  sutura os cortes,  aviva os olhos da menininha de olhos verdes ( a esperança) e reconstrói a confiança de novos sonhos. Horizonte há , que eu sei . E, 
"À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo".
Não só o sonho de um  título de futebol. Mas de um país melhor - porque potencial para isso, é claro que o meu Brasil tem. 

Comentários

  1. Lane eu vou compartilhar no facebook hein? Foi uma linda mensagem de esperança.
    Gostei tb da parte que vc diz:"somos nada! há tanto no mundo, tanta estrada tanta vida"
    além do momento do país precisar ouvir isso, era uma coisa que eu tb tava precisando ouvir (ler) rss
    porque se definir se podemos ser simplesmente, mesmo que coisas contraditórias?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Aleska! Lembro -me do Teatro Mágico " Que é tão simples, ser feliz... Difícil é ser tão simples..." Beijo grande!

      Excluir

Postar um comentário

Cultive sua flor... ઇ‍ઉ

Postagens mais visitadas deste blog

Calor.