Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2014
quando acordo  silêncio vem logo um poema e me beija a boca.
Tão olfativa,   Desenha-se à traços de perfumes mergulhada em essência.
Imagem
crava-me o dente porque o perfume é cor carmim.  Bem quente.

Latente.

Entre o meu querer e o seu tanto faz mordo a língua. permito-me arder.

Águas Abensonhadas.

Imagem
Um par de olhos azuis a navegar um mar de muitas Áfricas.

Crianceira.

Imagem
Eu. Manoel. E um dedo de prosa,  lá  na beira da infância.

Do Carmim

Estou
In 
Fluxo

Não coube.

Amo - nos  tão líquida 
que nem cabe no verso.

In preciso

Traz-me as imprecisas rimas, amor. Adoça-me a fé.
Imagem
Na infância ficou o Circo. o mágico. o malabarista. Ah, amargo pesar! Só o Palhaço me  conti(nua).





Divago . Gosto , mas devagar...

Insônia.

é nas noites  em claro que escureço-me.

Tua.

Meio crua. Meio nua. Meio lua. Inteira sua

Sutura

Muito sangue, pouca cura.

Via.

Transeunte das vias do Tempo, Das formas e espaços, Lunar. Desenhada à medida do próprio  P o e m a
Riso ,
de derramar.
Se der, mar
amar .

Reverso.

avesso ao meu verso,  você. meu carma mais  perverso .

Há muito Drama na trama de quem  ama
Standby

não funciona, amor
Se quer , terá que lidar 
comigo. inteira.
e totalmente carregada.

Medida.

ardor 

                              a       dor       meço


                                      e


 adormeço...

Sintaxe.

. . .


Não é mais paciente  da última oração.. Livre de hiatos inexatos, conjuga vida, em primeira pessoa. . . .

Sono.

Imagem
Achegue-se no meu sonho. apague a luz,  acenda o céu quando deitar.

Levinho.

Imagem
( Leve )
. . .
Estou à penas...

Arrrumação

Queria poder arrumar o coração com a mesma destreza com que  arruma gavetas . . .

Lento...

Imagem
Nós (...)
amor lento Dentro.
(Des)contida a poesia...
só respiração.