As Flores do Ofício.


Há tempos que não sei o que é a sala de aula. Mas meu serviço às vezes me permite ir até à escola, por outros motivos, é claro.  
Entro, correndo , estressada, nada parece dar certo .  Entro na escola totalmente cega, anulada para o dia.  
E aí, quando menos espero , sou surpreendida um grito que vibrava um " eeeeeeei professoraaaaa ! ! "  Logo em seguida, um abraço , com tanta verdade que perdi o tino.  
Era uma  menina de olhos tão vivos  e cabelo tão cacheadinho. Há três anos atrás , os olhos eram de expectativa e medo  .   Devia ter lá seus 10, 11 anos, primeira vez no " colégio" . Mal sabia ela que a professora,   também estava  perdida dentro de si, aprendendo ainda a ser gente na vida.  Hoje , ela já está crescida .  Hoje, continuo a ver naqueles olhos a mesma doçura de outrora.   Nos meus, só  uma imensa gratidão .  À ela, porque salvou o meu dia .    À vida, porque sou professora.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Calor.