terça-feira, 17 de maio de 2011



 Deixa-me ser o que sou, O que sempre fui, um rio que vai fluindo..

 M. Quintana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cultive sua flor... ઇ‍ઉ