Vazio



às vezes, a frustração aporta e  a vida parece mais uma embarcação de ansiedades e vontades contidas - transbordando de vazio imenso.    Teimo em pensar que  aqui por dentro não há espaço para o cheio dos nadas. Que há gente linda conhecida no decurso dos anos -essas,  pairam nos meus sonhos.  Que o sorriso do sobrinho é qualquer coisa de nuvem e de Deus na Terra.  Que tenho  a desenhar as viagens que ainda não fiz . Que aprendi a amar  com a beleza  i n t e n sa e dolorosa  que convém às almas.   
 Todavia, a memória -mais teimosa do que EU -  mal -educada, torna a bradar que a saudade  é mais abusada do que se sabe.  
Que distâncias forçadas  , maltratam, e o tempo , 
nem sempre  sutura as cicratizes causadas pela " faca  só lâmina " 
que é o amor .  
 Sei que há um mundo a girar,   cheio de coisas e estrelas.   Que as estações continuam, intocáveis.  Que a esperança ainda caminha  com leveza. Que o caminho é convite pro que vier. Que há outros portos e sensações, um céu inteirinho para pincelar novos sonhos   enquanto cá estou, a  permitir que o vazio faça potinhos cheios de mim.   
 Fácil é saber.    Difícil mesmo é não abraçar as lembranças, irreversíveis , que circundam a  memoria e o arrepio da pele. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Calor.