Da Falta



Sinto falta de encontrar você no meio do caminho, de abrir um sorriso e ver o nosso abraço parar o tempo. De escutar você dizer meu nome.. De como observou que eu mexo a boca de um jeito quando penso na palavra certa para te dizer. Mas não digo, porque entre nós a ausência de palavras, nada mais é, do que respiração intensa..
 De como eu me sentia em casa  (e como não me sinto hoje em lugar algum).  Do jeito que seu cabelo tem uma faixa luminosa sob a luz...
Da cama aquecida . .. dos seus pés, de suas pernas, dos seus olhos , das suas mãos... Do futuro imaginado numa casinha no meio do nada , com jardim , lareira e café sempre fresquinho, onde receberíamos os amigos quando fôssemos velhos, onde contaríamos histórias aos nossos filhos e netos.  De pensar em coisas pra agradá-la, de sentir tua ansiedade e desassossego gritando no silêncio. De contemplar tua inteligência , provar tua timidez diante do meu olhar . 


Mas  há  a saudade, de cada gesto, de cada poesia trocada e tocada em nós. De cada sono teu .
Mas  há a saudade.  E essa pesa bem mais que o desgosto de saber meu destino separado do teu.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Calor.