sexta-feira, 2 de novembro de 2012




E sem ser vista
Rasgo
Alguns véus e fibras

Sem ser amada
Pertenço.

Que sobreviva
O fino traço de tua presença.
Aroma. Altura.
E lacerada eu mesma

Que jamais se perceba
Umas gotas de sangue na gravura.


H. Hilst

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cultive sua flor... ઇ‍ઉ