quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Sobre-o-Amor.



O amor é infantil. Uma alegria de se entornar pela casa e se despreocupar com a arrumação. Ser adulto estafa, a recolher os brinquedos escondidos na areia sem ao menos ter brincado. O amor é insuportavelmente tolo. Quem não é tolo não permite carícias. O amor não cansa de caminhar como a luz, não cansa de barulho como a chuva, não cansa de repetir as lembranças como o fogo."

Fabricio Carpinejar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cultive sua flor... ઇ‍ઉ