quarta-feira, 26 de setembro de 2012



Por quantas impossíveis geografias
Ainda permaneceremos exilados na fronteira do equívoco
Mesmo nos sabendo vizinhos de terras devolutas?

. Ezio Déda.

Liberto.

O percurso mais íngreme 
E contra a direção das torrentes
É livrar-se de si .

Ezio Deda.






quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Dos dias que me amanhecem assim...





"Assovia o vento dentro de mim. Estou despido. Dono de nada, dono de ninguém, nem mesmo dono de minhas certezas, sou minha cara contra o vento, a contravento, e sou o vento que bate em minha cara." 

Eduardo Galeano

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

AMOR.





“Não acabarão nunca com o amor,
nem as rusgas,
nem a distância.
Está provado,
pensado,
verificado.
Aqui levanto solene
minha estrofe de mil dedos
e faço o juramento:
Amo
firme,
fiel
e verdadeiramente.”

 - Maiakóvski